Mundo Sertanejo e Country Moda de Viola: TUDO sobre o Sertanejo Raiz e...

Moda de Viola: TUDO sobre o Sertanejo Raiz e TOP Melhores | Play

-

- Advertisment -

Moda de Viola

O fogão de lenha pra esquentar, o cheirinho de café quente recém passado e a Moda de Viola tocando no rádio de manhã bem cedo.

Tem coisa melhor? Pois é!

E é justamente por isso que a Moda de Viola, ou “Modão Sertanejo”, como também é conhecida, é um estilo tão querido pelo povo do interior.

As canções falam sobre a vida cotidiana do sertanejo, os animais, histórias, sátiras, amor e morte. Com melodias livres, elas são entoadas geralmente por uma dupla.

Uma tradição que já está enraizada na vida dos caipiras por esse Brasil e que conquista não só a velha, como a nova geração também.

Se identificou e quer saber mais e relembrar os velhos Modões?

Então, aperta o Play na Moda de Viola e confira o nosso artigo!

O que é Moda de Viola?

A Moda de Viola é uma expressão que veio do português de Portugal. Lá, “moda” significa “melodia” ou “canto”.

Uma típica Moda de Viola é composta por longos versos, cadenciados pelos solos da viola.

Para quem gosta de música, vale ressaltar que o estilo utiliza métricas com sete sílabas, mais conhecidas como redondilhas maior. As estrofes geralmente são compostas por uma sextilha, oitavas e quadras.

Como retratam a vida como ela é, as modas de viola podem ser consideradas um importante documento histórico, já que expressam musicalmente as situações reais e sentimentos do sertanejo, interessante, não é mesmo?

Como as Modas de Viola surgiram?

Muita gente não sabe, mas a tradição da Moda de Viola chegou ao Brasil junto com os europeus. O estilo é uma derivação dos gêneros narrativos épicos, nascidos ainda no período medieval, na cultura Moura.

As Modas de Viola chegaram por aqui junto com as toadas, valsinhas e cantigas. Os primeiros registros fonográficos são do ano de 1929, tendo o paulista Cornélio Pires, conhecido como o “Bandeirante da Música Caipira” como o precursor.

A moda “Mecê diz que vai casá” pode ser considerada como a primeira gravação do gênero. A canção foi lançada em fonograma pela gravadora Columbia.

Antes disso, só havia registros escritos. Para quem gosta de história, vale procurar pelos ótimos “Conversas ao pé-do-fogo (1921) e Mixórdia (1927) do próprio Cornélio.

Ou seja.

Que história massa!

As características de um típico Modão Sertanejo

Um bom Modão Sertanejo do interior tem algumas características fundamentais, a começar pela temática das canções.

Por exemplo:

  • Modas de bicho;
  • Modas de fantasia;
  • Modas de amor;
  • Modas de boi;
  • Modas trágicas;
  • Modas de jogo;
  • Modas de conquista ou namoro.

Mas o Moda de Viola também é história!

Sabia que há registros escritos de modas de viola que eram cantadas em 1840 e que narravam acontecimentos históricos, como a Guerra do Paraguai?

Pois é! Modão também é cultura!

Por falar nas composições, é comum também que elas tragam algum tipo de lição de vida.

Com o passar do tempo e a popularização do gênero, as modas de viola foram aderindo outras características, principalmente depois que passaram a tocar nos rádios e serem consumidas pelo povo da cidade.

Em seguida. Explicamos mais sobre as derivações das modas de viola tradicionais.

Confira!

Moda de Viola Caipira

A moda de viola é considerada um dos gêneros mais tradicionais da música caipira.

Quando você está numa roda de amigos e alguém pede para tocar uma moda ou modão, logo você lembra de uma música caipira raiz, diferente das que estão em alta hoje em dia.

Pois é exatamente isso que é a moda de viola caipira.

Moda de Viola Antiga

A moda de viola antiga fazem referência às primeiras modas de viola e aos primeiros cantores do gênero.

Nomes como Mandi e Sorocabinha, Caçula e Marinheiro, Zico Dias e Ferrinho são alguns dos representantes da moda de viola antiga.

Se você ainda não conhece, vale a pena escutar um pouco do trabalho deles!

A princípio.

Separamos um registro antigo, ainda em preto e branco para você:

Moda de Viola Raiz

O modão raiz são aqueles mais tradicionais com os quais você deve ter uma relação afetiva mais próxima.

A moda de viola raiz foi sucesso nas rádios com Tonico e Tinoco.

E quem não se lembra dos versos da moda “Rei do Gado” dos intérpretes Tião Carreiro e Pardinho?

“Num bar de ribeirão preto
Eu vi com meus olhos esta passagem
Quando champanha corria a rodo
No alto meio da grã-finagem
Nisto chegou um peão
Trazendo na testa o pó da viagem
Pro garçom ele pediu uma pinga
Que era pra rebater a friagem…”

“É trêm bão!” É só saudade, não é mesmo?

DICA IMPORTANTE:
Para não fazer feio na Festa você precisa do look perfeito! Roupa e Moda Country você encontra da Klopr.com e com Frete Grátis <3.

A Moda de Viola Nordestina

Uma curiosidade é que enquanto no Sudeste, as letras das modas de viola são memorizadas, no Nordeste elas são improvisadas pelos cantadores.

As letras são bastante divertidas e os improvisos são fantásticos, geralmente retratando a Vida do Vaqueiro, lida com o gado e Vaquejada.

Modão Sertanejo

O modão sertanejo tem arranjos mais modernos e é interpretado por duplas e cantores mais populares.

Alguns deles, como Daniel, João Bosco e Vinícius, João Neto e Frederico e Victor e Leo possuem milhares de acessos no Youtube e valem a pena, não só pelo resgate às tradições, mas também pela qualidade das canções.

Abaixo, separamos um clássico, “Pagode em Brasília”, numa versão mais moderna:

Cantores e Violeiros no Brasil

A tradição da moda de viola no Brasil é rica e conta com diversos intérpretes. Ainda hoje, a moda de viola não morreu, ela encontra voz no trabalho de artistas da nova geração e são sempre relembradas por eles.

Em seguida.

Listamos alguns violeiros e duplas famosas para você escutar naquele churrasco com a família!

Tião Carreiro e Pardinho

Começamos com um dos grandes nomes da moda de viola, a dupla Tião Carreiro e Pardinho.

Tião Carreiro era considerado também um compositor de mão cheia.

Um dos seus seguidores é nada mais nada menos que Almir Sater.

Ele faleceu no ano de 1993. A dupla colecionou sucessos, como “Homem até Debaixo D’água”, “A beleza do Ponteio”, “O patrão e o Empregado” e “A Ferro e Fogo”.

Zé Carreiro e Carreirinho

O nome desta saudosa dupla surgiu em um concurso da Rádio Record, onde foram batizados e desde então, passaram a colecionar grandes sucessos como “A Morte do Carreiro”, “Duas Cartas”, “Patriota”, “Pirangueiro” entre vários outros.

Infelizmente, a dupla teve que decretar o seu fim quando um dos integrantes, o Zé Carreiro, teve um problema de audição.

Roberto Correira

Roberto Correira é violeiro por tradição de família. Você vai se encantar pelos vídeos do artistas pois a sua habilidade com a viola é impressionante.

Roberto Nasceu na cidade de Campina Verde, na região conhecida como o Triângulo Mineiro.

Já gravou diversos álbuns e também ministra aulas sobre viola caipira.

Helenna Meireles

A história de Helena é de coragem e persistência. Ela cresceu no Mato Grosso do Sul, rodeada por violeiros, mas sofria preconceito da família que não a deixava aprender a tocar.

Ela teve que aprender escondida e não demorou para que se tornasse reconhecida.

Seus casamentos duraram pouco tempo e ela preferiu se dedicar à música, tocando em bares pelo Brasil afora.

Renato Teixeira

Renato Teixeira é um grande defensor da moda de viola tradicional e critica a música sertaneja mais atual, argumentando que ela está cada vez mais voltada para o lucro e menos para a arte.

Famoso pela sua obra “Romaria”, Renato nasceu na cidade de Santos, mas se mudou para Ubatuba ainda novo.

Belmonte & Amaraí

Esta é uma dupla para quem gosta de modas de viola mais românticas para lembrar daquele grande amor ou curtir à dois.

Belmonte e Amaraí são uma dupla sertaneja da velha guarda e cantam sobre saudade e amores perdidos.

Destaque para a super conhecida “Saudades da Minha Terra” e “Esquina do Adeus”.

Liu e Leo

A dupla Liu e Leo conta com um repertório de grandes sucessos incluindo “O Ype e o Prisioneiro” e até uma resposta para a famosa Rei do Gado, “Rei do Café que foi muito prestigiada pelo público da época.

Outras canções que merecem a sua atenção são “Prato de Dia” e “Sementinha”.

Tonico & Tinoco

Com mais de 60 anos de carreira e mais de mil gravações no catálogo, a dupla Tonico & Tinoco é considerada como a dupla sertaneja mais importante do Brasil.

Com 83 discos, venderam mais de 150 milhões de cópias e são recordistas mundiais de vendas.

De fato.

Os números da dupla são realmente dignos de nota.

Músicas de Viola Tradicionais

Como você pode perceber, a cultura da moda de viola deixou para os apaixonados pela cultura caipira um amplo acervo de músicas apaixonantes e saudosas.

Abaixo, separamos alguns dos maiores sucessos das modas de viola que até hoje são cantadas pelos amantes do gênero!

  • Boi Soberano, de Tião Carreiro e Pardinho
  • A Morte do Carreiro, de Zé Carreiro e Carreirinho
  • Rei do Gado, de Tião Carreiro e Pardinho
  • Nelore Valente, de Dino Franco e Mouraí
  • Moça Boiadeira, de Raul Torres e Florêncio
  • Rei da Invernada, de Sulino & Marrueiro
  • Padecimento, de Carreiro e Carreirinho
  • Sapato 42, de João Mulato e Douradinho
  • Festa da Bicharada, de Raul Torres e João Pacífico
  • Minha Vida, com Vieira e Vieirinha
  • Saudades da Minha Terra, de Belmonte e Andaraí
  • Luar do Sertão: Raul Torres e Florêncio

Você pode ouvir todas no Youtube ou no Spotify.

Músicas Sertanejas e a Moda de Viola Hoje

As Músicas Sertanejas como conhecemos hoje bebeu muito dos famosos modões de viola. tanto é verdade que as duplas sertanejas tradicionais não se esquecem de prestar homenagem aos modões nos seus shows e sempre colocam uma ou outra moda de viola nos seus shows.

Ou seja.

O sertanejo atual, apesar de falar sobre temas mais atuais e até receber críticas por isso, também costuma beber muito da fonte dos famosos modões para fazer sucesso.

Aliás.

Artistas como Bruna Viola, Matheus e Kauan e César Menotti e Fabiano promovem um resgate à cultura da moda de viola e criticam o desvirtuamento do sertanejo atual.

A Moda de Viola não vai passar com a boiada…

Depois de tudo que citamos neste artigo, você deve ter percebido que a Música Sertaneja tem muita história para contar, e certamente você ainda vai dizer ou ouvir muito “toca um modão” onde quer que você esteja.

A moda de viola é um registro único e precioso da cultura caipira e nunca deve morrer no coração daqueles que, de verdade, amam a vida da roça.

Por fim.

Deixe seu comentário abaixo com sua opinião ou dúvida.

E se o artigo fez você lembrar de alguém, compartilhe em suas redes sociais.

Ailson J. Lima
Jornalista, formado pela UFPE e especialista em Marketing Digital, SEO e Inbound. Redator e Growth Freelancer. Apaixonado por história, cinema, tecnologia, cultura pop e filosofia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, informe seu nome

- Advertisement -

Paint Horse: saiba tudo sobre esta raça de cavalos!

O paint horse é uma raça de cavalo fácil de se identificar. Também conhecido como “cavalo pintado”, de longe,...

Festa country: dicas e inspirações para você montar a sua

Aos festeiros de plantão: já pensou em fazer uma festa country da próxima vez que for juntar a galera para comemorar alguma data especial? Ideal para crianças e adultos, a festa com temática country pode ser uma opção bem bacana para você que é amante do estilo de vida ligado ao campo. 

Must read

O universo do cavalo na era digital

A Klopr foi destaque no caderno de...

Rodeio: Tudo Sobre as Festas de Peão no Brasil e no Mundo!

O rodeio sempre esteve no coração do sertanejo raiz e ainda faz parte da vida de muita gente, do interior à capital, não é mesmo? Quem nunca se pegou cantarolando aquelas canções que nos transportam para a plateia da arena desse esporte apaixonante? Saiba tudo sobre rodeio neste post completo!
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you