Mundo Sertanejo e Country Duplas Sertanejas: curiosidades sobre as melhores do Brasil!

Duplas Sertanejas: curiosidades sobre as melhores do Brasil!

-

- Advertisment -

Desde o nascimento do estilo de música sertaneja no Brasil, as duplas sertanejas são sensação e raramente saem das paradas de sucesso.

Da moda de viola e emboladas até o sertanejo que toca nas baladas hoje em dia, as duplas sempre formaram nomes importantes da música brasileira. 

Neste artigo vamos contar um pouco mais sobre o nascimento das duplas sertanejas no Brasil, que começou lá em 1930 e segue até hoje se reinventando. 

De quebra, você ainda vai ouvir uma playlist com os melhores sucessos das duplas sertanejas que marcaram época. Bora nessa!

A história das duplas sertanejas

Como já contamos aqui no blog, a música sertaneja no Brasil surgiu há mais de um século, lá no interior dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O que antes era uma música que só fazia sucesso na roça, hoje é o gênero mais popular do Brasil! 

Apesar de beber na fonte do Country americano e ter a influência ainda mais antiga dos gêneros narrativos épicos, nascidos ali por volta do período medieval, o sertanejo é um gênero genuinamente brasileiro e tem diversos instrumentos bastante típicos do Brasil Colônia como o uso da viola, da gaita e do acordeão.

Desde o início, as duplas sempre foram a principal forma com que o sertanejo se apresentou. O sertanejo raiz, que era feito com a moda de viola nas noites do Centro-oeste e Sudeste do país, foi principalmente difundido por duplas como:

  • Tião Carreiro & Pardinho
  • Milionário & José Rico
  • Zico Dias & Ferrinho
  • Mariano & Caçula
  • Laureano & Soares e
  • Mandi & Sorocabinha.

Se você não conhece, com certeza seu avô se lembra dos clássicos Tonico e Tinoco tocando e cantando Moreninha Linda, do meu bem querer! 

Depois deles muitos outros nomes vieram e dominaram as paradas de sucesso, fazendo o sertanejo ampliar ainda mais seu número de ouvintes e amantes. Daí foi a época das duplas de sertanejo romântico dos anos 80 e 90 dominarem o mercado fonográfico brasileiro. 

O sertanejo romântico e as duplas sertanejas na grande mídia

Claro que o tema do amor continua (e muito) presente, mas a época de ouro do sertanejo romântico no Brasil foi nas décadas de 80 e 90.

Hoje nós temos uma predominância maior da sofrência e de misturas como o breganejo ou funkejo no sub-gênero do sertanejo universitário, mas isso a gente vai falar mais pra frente! 

Foi na década de 80 que nomes com o Leandro e Leonardo e Chitãozinho e Xororó lançaram seus primeiros sucessos. 

Já na década de 90, os nomes da vez foram João Paulo e Daniel e Zezé di Camargo e Luciano. Se você conseguiu passar pela década de 90 sem ouvir incontáveis vezes “É o amooooooor” estourando nas rádios, você só podia estar dentro de uma caverna! 

Sertanejo universitário e a reinvenção das duplas sertanejas

O sertanejo universitário é um gênero que teve início em meados dos anos 2000, começo dos anos 2010 e veio do movimento do pós-sertanejo romântico. A pegada mais descontraída e a mistura dos ritmos é uma das maiores características do sertanejo universitário. 

Os grandes nomes do sertanejo universitário estão em atividade até hoje e formam as listas de mais ouvidos dos tocadores de música: Jorge e Mateus, Fernando e Sorocaba, Henrique e Juliano, Zé Neto e Cristiano… A lista de sucesso é grande!

A era do “feminejo”: duplas sertanejas femininas

Demorou, mas finalmente as mulheres conquistaram seu espaço definitivo na música sertaneja. Antes da era do Feminejo, nomes como Roberta Miranda e Paula Fernandes já faziam as vozes femininas famosas no gênero, mas foi com Marília Mendonça, Naiara Azevêdo e as duplas Simone e Simaria e Maiara e Maraísa que o feminejo estourou de vez no Brasil. 

Playlist: melhores duplas sertanejas de todos os tempos

Agora chegou a hora boa! Bora ouvir relembrar as quinze duplas sertanejas mais bacanas, com direito a letra das músicas pra gente cantar junto!

E ó: a numeração não diz respeito a qualidade ou importância da dupla, foi só um jeito de conseguir listar todos, viu? A gente jura que gosta muito de todos que estão aqui! Agora bora pro sertanejo! 

15 – Tonico e Tinoco

“Que beijinho doce

Foi ela quem trouxe

De volta pra mim”

Uma das duplas sertanejas das antigas mais conhecidas no Brasil, Tonico e Tinoco entraram para a lista de maiores músicos recordistas de vendas da história mundial. A dupla realizou quase mil gravações em mais de 80 discos, além de terem batido o número incrível de 50 milhões de discos vendidos. É mole ou quer mais?

14 – Tião Carreiro e Pardinho

“Aprendi fazer colar só de pingo d’água e ficou bonito

Eu fiz um laço de areia pra laçar bicho que não é fraco”

 

A dupla se conheceu em 1954 lá no interior de São Paulo, na cidade de Pirajuí. São considerados uma das duplas mais influentes no sertanejo, sendo também pioneiros no gênero do pagode no Brasil. É história que não acaba! 

13 – Chitãozinho e Xororó

“E nessa loucura de dizer que não te quero

Vou negando as aparências

Disfarçando as evidências

Mas pra que viver fingindo

Se eu não posso enganar meu coração

Eu sei que te amo”

 

Além de terem feito a música considerada o hino brasileiro, essa é a dupla que prova que talento vem de família! Chitãozinho e Xororó entraram para a as paradas de sucesso tantas vezes que é até difícil de contar. Ao longo de 50 anos de carreira, a dupla faturou quatro prêmios do Grammy Latino e venderam mais de 37 milhões de discos. 

12 – João Paulo e Daniel 

“Quero beber

O mel de sua boca

Como se fosse

Uma abelha rainha

Quero escrever na areia

A sua história

Junto com a minha…”

 

A dupla natural de Brotas, interior do estado de São Paulo, teve uma carreira próspera até uma tragédia acontecer no ano de 1997: João Paulo foi vítima de um acidente de carro, morrendo carbonizado no local da batida. Houve o lançamento de uma obra póstuma, o CD Ao Vivo de 1997. Hoje, Daniel segue carreira solo.

11 – Leandro e Leonardo 

 

“Em vez de você ficar pensando nele

Em vez de você viver chorando por ele

Pense em mim, chore por mim

Liga pra mim, não, não liga pra ele”

 

Mais uma das partes tristes da nossa lista. A dupla de irmãos Leandro e Leonardo também sofreu com uma perda trágica no ano de 1998: Leandro foi vítima de um tipo muito raro de câncer e veio falecer em poucos meses após a descoberta da doença. Leonardo também seguiu carreira solo. 

10 – Zezé di Camargo e Luciano

“Você é minha luz

Estrada meu caminho

Sem você não sei andar sozinho

Sou tão dependente de você

Chama que alimenta

O fogo da paixão

Chuva que molhou meu coração”

 

Os dois filhos de Francisco se tornaram um fenômeno em 1991 quando o sucesso É o amor estourou em todas as rádio do país. O filme que conta a história da carreira da dupla conta como seu Francisco, pai dos dois, foi um grande incentivador e na época das paradas de sucesso comprou fichas e mais fichas telefônicas para pedir que a música dos filhos tocasse na rádio. Deu certo!

9 – Bruno e Marrone 

“Seu guarda, eu não sou vagabundo

Eu não sou delinquente

Sou um cara carente

Eu dormi na praça pensando nela”

 

Como toda boa dupla sertaneja, Bruno e Marrone na verdade se chamam Vinícius e José Roberto. Os dois estão na estrada musical há mais de 35 anos, mas foi só em 2001 que a dupla conseguiu emplacar o sucesso Dormi na Praça e gravar seu CD e DVD Acústico que vendeu mais de 1,5 milhão de cópias, sendo o disco mais vendido do ano. 

8 – Jorge e Mateus 

 

“Passa o dia, passa a noite tô apaixonado,

Coração no peito sofre sem você do lado,

Dessa vez tudo é real, nada é de fantasia…

Saiba que eu te amo

Amo Noite e Dia”

 

Pelo amor de Deus, Jorge e Mateus é o coro que você vai ouvir se for a qualquer show da dupla. Com milhares de mulheres apaixonadas, a dupla conquistou corações desde 2005, quando iniciou suas atividades. Um dos primeiros expoentes do sertanejo universitário, Jorge e Mateus acumulam um Grammy Latino e três Prêmios Multishow, além de dezenas de shows por ano pelo Brasil. 

7 – Victor e Leo 

“Agora você volta

E balança o que eu sentia por outro alguém

Dividido entre dois mundos

Sei que estou amando, mas ainda não sei quem”

 

A dupla de irmãos formada em 1992 emplacou sucessos em várias novelas da Globo, mas anunciou uma separação por tempo indeterminado em agosto de 2018. As milhares de fãs da dupla ficaram desoladas, mas eles afirmam que um dia pretendem voltar a dividir os palcos. Por enquanto, Leo se dedica a carreira de palestrante e Victor está num ano sabático. 

6 – César Menotti e Fabiano

“Para de ser tão ciumenta

Desse jeito nenhum homem te aguenta

Para, eu já não sei o que fazer”

 

Depois de jogar a real pra mulherada ciumenta, os irmãos César Menotti e Fabiano continuam lançando sucessos. O mais recente foi o disco ao vivo em Orlando, Estados Unidos. 

5 – Maiara e Maraisa

“Garçom troca o DVD

Que essa moda me faz sofrer

E o coração não guenta

Desse jeito você me desmonta

Cada dose cai na conta e os 10% aumenta”

 

Chegou a hora de falar das mulheres nesta lista! A dupla de irmãs Maiara e Maraisa estouraram nas paradas em 2016. Elas foram uma das primeiras expoentes do feminejo de sofrência. 

4 – Simone e Simaria

“Uôôôôô… 

Não quero advogado 

Quero regime fechado com você, amor 

Uôôôôô…

Nós somos bagunçados e reféns desse pecado”

 

Já na onda do sertanejo universitário que brinca com vários ritmos, a dupla de irmãs Simone e Simaria tem uma carreira longa que começou nos anos 2000 quando elas eram backing vocals do Frank Aguiar, lembra dele? Depois elas ainda passaram pelo Forró do Muído até se encontrarem no sertanejo. 

3 – Henrique e Juliano 

“Cuida bem dela

Você não vai conhecer alguém melhor que ela

Promete pra mim

O que você jurar pra ela

Você vai cumprir”

 

Mais uma dupla de irmãos da lista, Henrique e Juliano são uma das duplas mais influentes do momento. Os dois começaram sua carreira em 2011 e em apenas 8 anos de parceria já somam 5 bilhões de acesso no Youtube.

2 – Zé Neto e Cristiano 

“Enquanto “cê” não volta

Eu tô largado as traças

Maldito sentimento

Que nunca se acaba”

 

Os dois são amigos de infância e começaram sua carreira quando tinham acabado de sair dos estudos no colégio. Hoje eles já somam diversos hits nas paradas de sucesso, principalmente naquela sofrência sertaneja que a gente gosta.  

1-  Matheus e Kauan

 

“O nosso santo bateu

O amor da sua vida sou eu

Tudo que é meu hoje é seu

E o fim nem precisa rimar”

Mais uma dupla em família: os dois são irmãos e cantam juntos desde pequenininhos, mas só começaram a carreira oficialmente em 2010. Eles já somam 8 discos gravados e milhões de visualizações no Youtube. 

Curtiu conhecer mais sobre as duplas sertanejas? 

Gostou de saber mais sobre as duplas sertanejas brasileiras? A gente escuta sertanejo todos os dias, mas raramente para pra saber mais sobre sua história, né?  

Aproveita pra compartilhar este artigo nas suas redes sociais e mostrar para os seus amigos! E não esqueça de nos seguir: estamos no Instagram @koplrbrasil e no Facebook. Por lá contamos todas as novidades dos artigos aqui do blog!

Ailson J. Lima
Jornalista, formado pela UFPE e especialista em Marketing Digital, SEO e Inbound. Redator e Growth Freelancer. Apaixonado por história, cinema, tecnologia, cultura pop e filosofia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, informe seu nome

- Advertisement -

Paint Horse: saiba tudo sobre esta raça de cavalos!

O paint horse é uma raça de cavalo fácil de se identificar. Também conhecido como “cavalo pintado”, de longe,...

Festa country: dicas e inspirações para você montar a sua

Aos festeiros de plantão: já pensou em fazer uma festa country da próxima vez que for juntar a galera para comemorar alguma data especial? Ideal para crianças e adultos, a festa com temática country pode ser uma opção bem bacana para você que é amante do estilo de vida ligado ao campo. 

Must read

- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you