Cavalo Quarto de Milha: origem, características e uso em esportes

Com certeza você já deve ter ouvido falar dos cavalos Quarto de Milha, certo?

Eles são conhecidos pela imponência e por seus grandes campeões em diversos esportes.

Isso tudo além de ser uma raça de cavalos muito famosa e apreciada por uma série de qualidades que o faz única.

Mas o quanto conhece esse belo animal? Sabe, por exemplo, qual é a origem dele?

E quais são as características que o destacam na comparação com os demais cavalos?

É para responder a essas e outras dúvidas que construímos um artigo completo sobre o Quarto de Milha.

Você vai saber tudo sobre essa raça, conhecer as suas características e os esportes que se valem desse robusto animal para alcançar vitórias consagradoras.

Ao final da leitura, se tiver o interesse de investir no Quarto de Milha, vai conhecer também os caminhos para isso, além de descobrir quais são os acessórios especiais para a raça.

Uma ótima leitura!

Origem do Quarto de Milha e sua história no Brasil

A raça Quarto de Milha teve origem na terra dos cowboys, os Estados Unidos – mas a história de seus antecessores começou bem distante dali.

No começo do século XVII, cavalos oriundos da Turquia e da Arábia Saudita foram trazidos para os Estados Unidos por comerciantes da Espanha.

As éguas foram cruzadas com cavalos norte-americanos e originaram cavalos com músculos fortes e compactos.

Que raça era essa? Sim, o Quarto de Milha.

Desde então, no dia a dia do campo, o cavalo tem sido bastante usada na labuta com o gado.

Mas não é só trabalho, não.

Aliás, a origem do nome está mais ligada ao esporte.

Acontece que uma das formas de diversão encontradas na época foi criar corridas de cavalos que eram realizadas sempre nos fins de semana.

As disputas tinham a distância de 402 metros – exatamente um quarto de milha, considerando que uma milha equivale a 1,60934 quilômetro.

Também a prática mostrou que essa raça era perfeita para o esporte devido às suas características.

Não deu outra: os cavalos receberam o nome de Quarto de Milha.

No Brasil, os primeiros exemplares da raça chegaram no ano de 1955.

Importados dos Estados Unidos pela Swift-King Ranch, os cavalos confirmaram o sucesso que já era esperado deles, dadas as suas qualidades.

Quatorze anos depois, foi fundada no parque da Água Branca, em São Paulo/SP, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM).

De lá para cá, a fama e o sucesso desse animal só cresceram.

Em 2017, calculava-se que o Brasil abrigava mais de 500 mil cavalos Quarto de Milha.

O comércio da raça movimentou, em cinco anos, mais de R$ 1 bilhão somente no país.

As altas cifras se justificam pela valorização do cavalo: em média, cada um deles custa aproximadamente R$ 43 mil.

O investimento pode não ser baixo, mas o retorno costuma ser exaltado como espetacular por seus criadores.

Características do cavalo

Como destacamos antes, a origem do nome “Quarto de Milha” revela muito sobre essa raça equina.

Eles assim foram chamados em razão da habilidade para vencer corridas de um quarto de milha.

Ou seja, são conhecidos por sua incrível velocidade. Em curtas distâncias eles podem alcançar até 88,5 km/h.

Impressionante, não é mesmo?

Isso significa que se trata da raça de cavalo mais rápida do mundo.

Mas esses belos e velozes animais possuem outras características que merecem ser destacadas.

Por exemplo, eles também se destacam pela aptidão de alterar a direção e parar com extrema rapidez.

O cavalo Quarto de Milha pesa cerca de 500 quilos (tanto o macho quanto a fêmea), tendo uma altura média de 1.50 metros e um porte que varia entre médio e grande.

A sua constituição física permite que o criador consiga fazer o animal obedecer as ordens com maior rapidez do que outras raças, o que, com certeza, é uma grande vantagem em diversos esportes.

E o temperamento dos cavalos dessa raça costuma ser dócil, além de serem considerados bastante inteligentes.

Por tudo isso, eles são muito populares entre os proprietários individuais.

Números disponibilizados pela Associação Americana de Quarto de Milha (AQHA) estimam que existam cerca de 5 milhões de cavalos quarto de milha em todo o mundo.

A expectativa de vida média da raça fica entre 25 a 30 anos de vida.

Esportes do Quarto de Milha

Um cavalo perfeito para a prática esportiva.

Não é exagero definir o Quarto de Milha dessa forma.

Mas em quais modalidades ele faz mais sucesso?

Vamos conhecer algumas delas agora.

Seis Balizas

Um dos esportes mais populares nos quais é utilizada a raça é o chamado Seis Balizas, que pode ser praticado tanto por homens, quanto mulheres e até mesmo por crianças.

Como é uma prova que requer grande velocidade e habilidade, recomenda-se que o cavalo esteja muito bem treinado e, assim, obedeça aos comandos de forma instantânea.

O funcionamento da prova é muito simples.

Após o cavalo arrancar em uma linha reta de 6,40 metros, é necessário ultrapassar seis balizas que estão localizadas verticalmente e que medem 1,80 metros de altura.

A distância entre elas é de exatamente 6,40 metros.

Detalhe: o cavalo deve ser comandado para contornar as balizas em zigue-zague.

Após vencer as seis balizas, o animal precisa retornar pelo mesmo caminho.

Enduro Equestre

Outro esporte no qual a raça quarto de milha é popular é o Enduro Equestre.

Trata-se de uma corrida que varia de 35 a até 60 quilômetros.

As regras são claras: não pode haver nenhuma substituição, nem de animal, nem de cavaleiro ou amazona.

O Enduro Equestre é tradicionalmente dividido em duas modalidades.

Na modalidade de velocidade controlada, existe um tempo pré-determinado para chegar ao fim da corrida.

Vencerá aquele que estiver mais próximo da chegada no momento em que a corrida terminar.

Na modalidade de deslocamento livrem não existe nenhum tipo de controle sobre o tempo necessário para o fim do trajeto.

Mas isso não significa que os cavalos não terão um momento de descanso.

Afinal, uma prova de Enduro Equestre pode ser muito extensa, como explicamos antes.

São estipuladas pausas nas quais o animal descansa. Nesses momentos, também são analisadas as condições físicas dele.

O vencedor é aquele que chegar primeiro ao final do trajeto.

Vaquejada, Pega de Boi e Tambor

Outros esportes muito populares nos quais são usados a raça Quarto de Milha são a Vaquejada, a Prova de Tambor e a Pega de Boi.

Veja mais sobre cada uma delas:

  • Vaquejada: dois vaqueiros montados sobre um cavalo conduzem um boi em velocidade até uma área demarcada com cal. Nela, o boi deve ser puxado pelo rabo e derrubado, para depois levantar sem atingir a marcação
  • Prova de Tambor: o objetivo é percorrer um determinado espaço no menor espaço de tempo. Os cavalos podem encostar nos tambores usados na marcação, mas nunca derrubá-los
  • Pega de Boi: dois vaqueiros precisam pegar um colar que está no pescoço de um boi. Na perseguição, é preciso tomar cuidado para não derrubar o animal ou feri-lo.

Cavalos consagrados

Agora que já conhece mais sobre a origem, características e esportes que usam o Quarto de Milho, é hora de saber quais são os exemplares mais famosos da raça.

Um dos cavalos consagrados se chama Metallic Cat. Em 2017, ele foi vendido nos Estados Unidos por incríveis US$ 25 milhões – quase R$ 100 milhões.

Considerado um grande reprodutor e vencedor de inúmeros torneios, ele possui quatro gerações de filhos que também se sagraram campeões.

Outro cavalo que merece um destaque especial é o Napoleon Sus (1998 – 2017), que integra o hall da fama da ABQM.

Muito famoso por participar das vaquejadas no Nordeste, ele atingiu a campanha de reprodução de 700,5 pontos.

Dentre os inúmeros títulos, destacam-se a Copa dos Campeões e a Princesa Sus SVN, ambas na classe Amador.

Também como animal de destaque, vale ser citado o cavalo norte-americano Doc’s Gamay.

Trazido para o Brasil em 1974, ele venceu corridas e se destacou como um garanhão.

Seus filhos são os também campeões Doc Magic, Silver Gamay, Doc’s Center, Doc Made,  Made Gamay, Golden Doc, Billy’s Gamay e Doc Mi.

Acessórios especiais

É possível utilizar uma série de acessórios especiais nos cavalos da raça Quarto de Milha se você for praticar algum tipo de esporte.

Nas provas de tambor, por exemplo. podem ser utilizadas o bridão, o freio e a barbela.

A finalidade da barbela é simples: deixar a cabeça do cavalo erguida no momento de utilizar o freio.

Já o bridão é uma embocadura que ajuda a domar o cavalo, uma vez que pressiona o palato do animal.

Se você for participar de uma vaquejada, será necessário usar uma caneleira para cavalo, capacete, protetor de causa e luva de proteção.

A principal função da caneleira é proteger os tendões do cavaleiro. Se ocorrer algum acidente, ela evitará maiores danos.

O protetor de cauda, por sua vez, serve para preservar a integridade do rabo do boi.

Já a luva de proteção permite maior firmeza na mão para evitar que o animal escape do puxador.

Vale ainda falar sobre os principais acessórios para participar de Pega de Boi.

São eles: sandálias de couro, guarda peito, perneira, luva e chapéu de couro.

Para uma prática esportiva segura, priorize sempre a qualidade dos acessórios na hora de comprar.

Conclusão

Você viu neste artigo as principais informações sobre os cavalos Quarto de Milha.

Agora, já sabe detalhes sobre a origem dessa importante e famosa raça, assim como suas características e os principais esportes dos quais participa.

Os Quarto de Milha são cavalos muito dóceis, inteligentes e extremamente rápidos.

Não por acaso, muitos daqueles consagrados como grandes campeões são representantes dessa raça.

Então, investir nesse animal é investir em um vencedor, tanto nas competições quanto para fins de reprodução.

Se restou alguma dúvida ou quer registrar sua opinião, deixe um comentário abaixo ou entre em contato conosco.

E se gostou do artigo, aproveite para compartilhar em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *